O movimento modernista paulistano segue como grande inspiração para as novas peças, que fazem uma reverência especial aos principais projetos da arquiteta ítalo-brasileira Lina Bo Bardi. 
Nesta coleção, a funcionalidade encontra formas simples: ora fluidas, ora geométricas.  As matérias-primas são nobres e duráveis, como couro, latão, mármore e madeira. Quanto à produção, há uma mescla de processos industriais e artesanais.

Poltrona e Pufe BO
Com forte influência dos projetos de mobiliário de Lina Bo Bardi, Paulo Mendes da Rocha e Flávio de Carvalho esta poltrona possui em sentar baixo e relaxado. A círculo de 90cm de diâmetro confere uma força estética de extrema leveza e purismo geométrico. 
Com estrutura em tubo metálico com pintura eletrostática na cor preto e pés em latão, possui assento em couro sola e almofada de cabeça em pele de ovelha.

Tapete Pompéia
O SESC Pompéia, icônico projeto de Lina Bo Bardi em são Paulo, foi a grande inspiração para este projeto.  O tapete é composto por formas que remetem as janelas e outros elementos arquitetônicos do projeto mencionado num processo de produção totalmente artesanal.
Executado em fios de nylon, possui nuances de cinzas e vermelhos, cores  sempre presentes nos projetos da arquiteta. O limite de cada cor é definido ainda pelo desbaste do nylon, gerando rebaixos que forçam as formas orgânicas da peça. Alguns detalhes do projeto foram esculpidos a mão, como os muxarabis das janelas e a flor de mandacaru como guarda-corpo das passarelas.

Luminária Modernista

Seguindo a linha de produtos da coleção Modernistas lançados em 2017, a luminária de coluna Modernista surge como uma peça de desenho autoral, composta por um segmento principal de curvas suaves que confere personalidade e leveza. Composta por uma estrutura principal em tubo de latão escovado com base em madeira maciça Jatobá.

A base serve como apoio e contrapeso por onde a estrutura metálica atravessa por um furo circular. Possui bocal para lâmpada halopin LED e cúpula em vidro leitoso.  Peça ideal para uso residencial, em ambientes como halls de entrada, living e lounges.

São Paulo, 2018.